Estrada municipal Teodor condiev, 970 - Sala 406 - Sumaré-SP 19 99839-5070 19 99700-7326 19 2222-9000
Suporte 30 anos

Como é feito o teste de ponto de fulgor, inflamabilidade e de auto-ignição?

Gostou? compartilhe!

Como é feito o teste de ponto de fulgor, inflamabilidade e de auto-ignição?

Há três principais termos que descrevem o grau de inflamação de líquidos a base de hidrocarboneto: o ponto de fulgor, o ponto de inflamabilidade, e a temperatura de auto ignição.

 

Postado em 05/09/2014

 

Ponto de Fulgor

É a temperatura mais baixa que o vapor de um liquido aquecido pode inflamar ao entrar em contato com alguma faísca, chama, ou outro tipo de fonte inflamável que esteja acima da superfície onde o liquido for colocado mas não tem capacidade para manter a chama acesa.

Ponto de Inflamabilidade

É a temperatura mais baixa que o vapor de um liquido aquecido pode queimar continuamente quando a combustão for suportada por alguma fonte de ignição, como as fontes descritas acima.

Temperatura de Auto Ignição

É a mesma temperatura que forma o vapor de um liquido aquecido, automaticamente criando um ponto inflamável sem qualquer tipo de fonte de ignição.

Testando o Ponto de fulgor e o Ponto de Inflamabilidade

O liquido que será testado deve ser aquecido em um copo, de forma que o aumento da sua temperatura seja verificado e medido constantemente. Uma pequena chama será mecanicamente passa de um lado para o outro logo acima da superfície do liquido. Enquanto o liquido for aquecendo, mais ele evaporará, ocasionando a mistura do combustível com o ar logo acima do liquido. Esta mistura gradativamente se tonara mais rica. Quando  o ponto de fulgor for atingido, a fonte de ignição acionará a mistura do vapor com o ar causando um estouro.  Quando isso acontecer, verifique a temperatura, pois esta temperatura será a temperatura do Ponto de fulgor.

A ignição se repetirá caso a temperatura do liquido continuar a aumentar. Quando a mistura do vapor com o ar começar a queimar, observa a temperatura, pois esta será a temperatura do Ponto de inflamabilidade.

Teste da Temperatura de Autoignição

Uma amostra é injetada dentro de um frasco o qual será aquecido para que a temperatura possa ser testada. Se algum sinal de faísca ou inflamação for observado dentro do frasco, anote imediatamente a temperatura, pois está será a temperatura de autoignição. Caso nenhuma faísca ou inflamação for observada depois de um certo tempo, o ponto inflamável pode ter uma temperatura mais alta. Neste caso o teste deve ser repetido.

Este método (ASTM E659-78) é válido somente em fluidos que foram completamente evaporados na temperatura de teste, pois qualquer resíduos líquidos que permanecer no frasco poderá alterar o resultado do teste.



Publicado em: 16/10/2017

Gostou? compartilhe!